Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mundo Cristão e Novidades

Informações e Novidades sobre o mundo cristão

Mundo Cristão e Novidades

Informações e Novidades sobre o mundo cristão

Os Desafios do Jovem Cristão na Sociedade Atual

Os Desafios do Jovem Cristão na Sociedade Atual

Quantas vezes já não ouvimos dizer que O Mundo está mudando? É quase que rotineiro este tema em programas de TV, nas escolas e em vários outros seguimentos sociais. E Sim, isso é verdade, ele está mudando.

O Que ninguém diz é que esta Transformação que está ocorrendo no mundo atualmente não é uma mudança natural, ou seja, produzida pela ação do tempo ou fruto da evolução humana. A Mudança generalizada que avança a largos paços é um esforço massivo, produzido por alguns grupos de interesses escusos e maléficos, que visam moldar o mundo a sua própria imagem, transmutando todo passado e destruindo toda a civilização.

Esses Agentes Sociais de transformação, se apresentam como promotores de conceitos que aparentemente são louváveis, frases como: Tolerância, amor e unidade são usadas em sentidos ambíguos que nem sempre representam a realidade. Um exemplo claro é a palavra (amor), que quase sempre é apresentada como sinônimo de sexo e libertinagem, esvaziando assim essa palavra tão sublime a reduzindo-a em um simples sentimento carnal e material, tudo para promover aquilo que é pecaminoso. Assim, estas ideias e conceitos são hoje em dia amplamente divulgados com a meta de transformar a sociedade, e sua intenção é destruir o sentido moral e verdadeiro das coisas. A Igreja está sob ataque, não somente ela mais a religião em si, principalmente a cristã, a bíblia, Deus e tudo que reflita a moral do cristianismo.

Relativismo Moral e Religioso

Uma das maiores distorções deste século, é o relativismo. Ele vem sendo apregoado nas escolas, Faculdades e divulgado de forma subliminar nos diversos programas de Televisão, tentando passar a ideia de que não existem verdades absolutas, indicando que aquilo que é verdade para uma pessoa, pode não ser para outra. O Grande problema é que este pensamento não tem sentido no mundo real, pois basta olharmos ao nosso redor e veremos que sem uma definição real das coisas jamais poderemos viver em comunidade.

Veja um exemplo simples e objetivo.

Uma caneta para você, pode ser um lápis para outro? Ele até pode ”ser” um lápis para o outro, mais a verdade que independente do que ele acha, ou quer achar , isso não anula o fato da caneta continuar sendo caneta, quer queira quer não. Pois se para cada pessoa ela significar uma coisa, como poderemos identificá-la de forma real? Assim também é com as coisas de Deus, ou com a moral existente desde o princípio das civilizações.

Matar por exemplo é pecado e sempre será pecado, roubar e tudo que leva o homem a se distanciar de Deus.

Se adquirimos este pensamento relativista, passaremos automaticamente criarmos nossa própria verdade, baseado naquilo que nos interessa ou nos satisfaça, nos transformando em pessoas egocêntricas, amantes de si mesmo, sem moral e com certeza, distantes do verdadeiro Deus. Essa Sociedade relativizada é uma sociedade que tem como sua prioridade seus próprios desejos e satisfação carnal, quanto mais bizarro for seus desejos mais destinadas estarão ao Inferno.

Vejamos o que a bíblia diz: “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,. Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” (2 Timóteo 3:1-5)

O Relativismo é quase um dogma nos nossos dias, e sem sombra de dúvida está levando o ser humano a viver sua vida como animais irracionais, abandonando sua racionalidade e razão dada por Deus, para viver entregue aos seus Instintos, ou como dizem muitos ´´ouvindo seu coração´´, entregue a natureza pecadora que certamente o levará a passar a eternidade sem Deus. “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” (Jeremias 17:9).

O Jovem Cristão que ama a Deus deve saber que sim, há uma verdade, e ela não é subjetiva ou relativa como é imposto em nossos dias, pois ela é a própria razão de tudo que existe. Aqueles que não a reconhecem ou não a percebem estão na verdade cegos e embriagados em sua arrogância carnal. “A tua palavra é a verdade desde o princípio, e cada um dos teus juízos dura para sempre.” (Salmos 119:160).
“Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.” (João 17:17)
“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (João 14:6)
“Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar.”(Lucas 21:33)

Banalização da Sexualidade

A Sociedade atual através desses agentes de ´´mudança social´´ está cada vez mais sexualizada, sendo induzidos a viver como se o sexo fosse não só um aspecto da vida, mais sim a própria vida. Sendo levado a pensar que a sexualidade é algo tão importante, que precisa ser explorado precocemente, levando jovens, adolescentes e até crianças a desenvolverem sua vida sexual fora de tempo. e o resultado é notório em nossos dias: decepção amorosa, gravides precoce, abusos, e uma sociedade imoral e sem valor pessoal.

É perceptível aos nossos olhos a degradação dos Jovens que cada vez mais é levada ao mundo do sexo sem limites e acabam se tornando pessoas sem personalidade e fútil. Jogando fora sua juventude, sua inocência e pureza sexual, desprezando as palavras de Deus e consequentemente entristecendo aquele que morreu para salvá-lo (Jesus Cristo o Filho de Deus). A Sexualidade é explorada em propagandas de TV, novelas, filmes, e etc…, com o intuito de prender o ser humano e o levar além do consumismo ao instinto carnal e pecaminoso.

O Sexo na cosmovisão cristã, é uma benção dada por Deus, como um complemento da vida conjugal, ou seja, um complemento do amor entre duas pessoas que devidamente casadas se tornam uma só. “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.” (Gênesis 2:24)

O Casamento é a união de duas pessoas que se amam e ambas se tornam uma só diante de Deus, portanto o sexo é permitido e considerado santo somente neste ambiente. Sexo Antes do Casamento é PECADO, considerado por Deus como Prostituição ou Fornicação: “Fugi da fornicação. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que fornica peca contra o seu próprio corpo.” (1 Coríntios 6:18).
”Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da fornicação;” (1 Tessalonicenses 4:3).

Para o cristão que deseja viver uma vida com Deus, só há uma alternativa. Filtrar aquilo que ele vê, já que entende que o pecado muitas vezes começa pelos olhos, e ocupar sua mente com coisas que o trarão comunhão com Deus. Como a oração, leitura bíblica e comunhão com pessoas que expressam uma cosmovisão bíblica e cristã .

O Coletivismo Mundano e Secular.

(Efeito Manada)
O Ser Humano é um ser social, que procura quase que sem exceções outras pessoas para se socializar. Os motivos pelos quais as pessoas fazem isso são inúmeros, como: Busca de Atenção, Busca de segurança, Busca de afeto emocional e etc….

Por essa razão é facilmente influenciado por pessoas inescrupulosas que os induzem a se submeterem aos seus caprichos e deleites. É comum nos mais variados seguimentos sociais, entre eles: Escola, Faculdade, Amigos na Rua, trabalho e até mesmo nas igrejas, pessoas se submeterem as mais variadas humilhações e constrangimento somente para se sentirem parte de um grupo. Abandonando seus princípios morais, sua personalidade e sua devoção a Deus, se rebaixando ao nível de ´´bobo da corte´´ e assumindo uma outra personalidade e se tornando uma marionete idiotizada, que pensa e vive, não aquilo que agrada a Deus ou que acredita, e sim o que seu novo grupinho pensa.

O Efeito Manada tem levado as pessoas a abdicarem de seus pensamentos para viverem em um mundo imaginário, ´´coletivo´´ que em busca de agradar o grupo pertencente, assumem um papel quase que teatral, parecendo – se politicamente corretos. São na verdade ´´pensadores´´ dos pensamentos alheios e não percebem que nem ele próprio e muitas vezes nem o seu grupo pertencente conhece a fundo a origem dessas ideias, que muitas vezes são orquestradas por pessoas maléficas inspiradas por satanás e seus demônios. Isso é um agravante na formação da personalidade dos jovens atuais que, uma vez acostumados a viverem sob a tutela desses grupos, perdem sua capacidade de raciocinar, pensar e agirem por si próprios, sendo facilmente voluteis e inconstantes influenciados a viverem como os outros querem e não como Deus quer.

“O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos. ” (Tiago 1:8)
Deus nos criou a sua imagem e semelhança, para vivermos segundo a sua vontade e não na mediocridade do pensamento do século. Portanto, aqueles que vivem suas vidas preocupadas com o que as pessoas sem Deus pensam, estão certamente desagradando a Deus, já que é impossível agradar a Deus e o Mundo ao mesmo tempo.
“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.” (1 João 2:15)
“Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” (Tiago 4:4)

O Jovem Cristão que ama a Deus de verdade não é um maria vai com as outras, e sim deve ser alguém capaz de conhecer as verdades de Deus e andar como Deus deseja. Somente assim podemos verdadeiramente influenciar o mundo, ser o sal e a luz que devemos ser.

Os Desafios que se apresentam em nossas vidas não são para nos desanimar, nem muito menos nos derrotar, mais sim nos fazer transcender o comum, refletindo ao mundo a luz de Cristo. Deus procura em nossos dias aqueles que são capazes de em meio a um mundo pecador, se destacarem por sua fé.

Retirado com Autorização do Site: O Pentecostal Bíblico

Revista Conservadora Gratuita - (2º Edição)

revista conservadora gratuita

Estamos de volta com mais uma edição da Revista Conservadora mais baixada da internet. Porque não existe um Partido Conservador no Brasil ? é a segunda edição da revista O Conservador que tratará de Política, Filosofia, Cultura e diversos outros temas com uma visão conservadora.

Nesta Edição: Você encontrará

 

PORQUE NÃO EXISTE UM PARTIDO CONSERVADOR NO BRASIL?

CINCO CRIMES DO FORO DE SÃO PAULO

A FEMINIZAÇÃO DO MUNDO É PREJUDICIAL AOS MENINOS

PORQUE É MAIS DIFÍCIL PENSAR COMO UM CONSERVADOR?

AS UNIVERSIDADES E A FALSA LIBERDADE ACADÊMICA

E Muito mais…

Leia a Revista Online

Baixe Gratuitamente

Revista O Conservador (Gratuita - Baixe Grátis)

A Revista foi criada com a intenção de promover os valores e princípios do pensamento conservador.

revista-conservadora-gratuita.jpg

A Revista foi criada com a intenção de promover os valores e princípios do pensamento conservador.

O Que é o Conservadorismo? é a primeira edição da revista conservadora que tratará de Política, Filosofia, Cultura e diversos outros temas com uma visão conservadora.

 

Nesta Edição: Você encontrará

 

O QUE É O CONSERVADORISMO?

OS DEZ PRINCÍPIOS CONSERVADORES

A CULTURA ANTES DA POLÍTICA

PERDENDO A GUERRA CULTURAL

E Muito mais…

Baixar Revista O Que é o Conservadorismo?

 

Fonte: Revista O Conservador

Revista Cristã - O Perigo das Seitas (Gratuita)

O Perigo das Heresias e dos grupos sectários do Mundo Moderno.

o perigo das seitas.png

 Uma Seita ou “Secta” como está no latim, é um grupo religioso que difere das doutrinas fundamentais da fé cristã encontradas nas escrituras e ensinadas por Jesus e seus Apóstolos. São grupos que em sua maioria se intitulam como os únicos detentores da “verdade” e muitos deles chegam a ter a audácia de dizer que fora deles não há salvação.

Além de exclusivistas, os mais radicais como documentados por apologistas brasileiros, chegam ao ponto de privar seus membros do convívio com seus familiares. Seus métodos são desde o proselitismo à manipulação mental e comportamental.

Nesta Edição, disponibilizaremos alguns artigos sobre o tema, visando nos ajudar a compreender e nos prevenir do engano destes grupos e de suas heresias maléficas.
Boa Leitura.
Graça e Paz

Baixar Gratuitamente - Revista O Perigo das Seitas

Mulher, Cristã e Bem-sucedida (Indicação de Livro)

Redefinindo Biblicamente o Trabalho Dentro e Fora do Lar

mulher-crista-e-bem-sucedida.jpg

Ter uma profissão reconhecida? Cuidar do lar e da família? O trabalho é apenas para mulheres que precisam de renda? A mulher pode ser feminina, piedosa e, ao mesmo tempo, ter aspirações profissionais? Na visão de Deus, o que difere a mãe que fica em casa da mulher que trabalha fora?

Neste livro, Carolyn e Nora respondem a essas e muitas outras perguntas que pairam na cabeça de mulheres de diversos contextos e idades. Longe dos argumentos acusadores, que mais dividem do que colaboram para uma discussão saudável e edificante, Carolyn e Nora mostram como a mensagem redentora do evangelho permite que os ensinamentos bíblicos sobre o papel da mulher coexistam com o engajamento profissional, encorajando a contribuição feminina no lar, na sociedade e na igreja.

Se você já se perguntou se está vivendo a vida que mais glorifica a Deus, este livro irá ajudá-la a refletir biblicamente sobre a relação entre a mulher e o trabalho.

Saiba mais em: Editora Fiel

Revista Contra o Aborto (Download Gratuito)

Este mês a Revista Cristão Erudito tratará do Aborto, através de uma visão Cristã.

revista contra o aborto.jpg

Uma pesquisa realizada em um Instituto americano ano passado que pesquisou igrejas sobre o assunto, revelou um número assustador de Cristãos favoráveis ao Crime do Aborto.
O que pode estar ocorrendo na mentalidade dos ”cristãos” deste século?
Será falta de instrução bíblica? Ou efeito da propaganda massiva de ativistas pró aborto na mídia secular?
Acho, que as duas coisas.
Portanto, é Necessário nestes dias buscarmos mais conhecimento bíblico e filosófico sobre temas como este. Saber a visão de Deus sobre o assunto e nos posicionarmos do lado certo.

Esperamos sinceramente, poder através desta revista, contribuir para nosso conhecimento e tomada de posição.

Em favor da Vida, dando voz aos que ainda não podem tê-la.

Boa Leitura.

Baixar a revista Gratuitamente

 

Baixe as demais revistas (O Cristão Erudito)

O Cristão deve se Envolver na Política? (Download Gratuito)

Política é a pauta da Revista Cristão Erudito este mês

capa amostra.jpg

Para responder essa pergunta, devemos primeiro definir o que é “política”. De modo simples, podemos entender política como a relação entre governantes e governados na sociedade. Dito isso, parece-me que o cristão não apenas pode, mas deve envolver-se de algum modo na política, e isso por uma razão muito simples: a Bíblia tem muito a dizer a respeito dessa relação entre governantes e governados.

O que a Bíblia tem a dizer a respeito da política? Primeiro, a Bíblia nos mostra que essa relação entre governantes e governados foi instituída por Deus; isso fica claro, por exemplo, quando Paulo se refere aos magistrados civis como “ministros de Deus”, em Romanos 13. Essa estrutura de governantes e governados, que foi criada por Deus e está impressa na ordem da criação, é ela mesma governada pelo Deus soberano por meio das obras da providência. Em palavras mais simples, Deus é quem constitui e destitui reis sobre as nações; Ele é o Senhor de toda a terra e, em última instância, é Ele quem está providencialmente regendo as nações conforme o decreto de sua vontade soberana.

Baixe a Revista O Cristão e a Política e Veja o artigo Completo.

Segundo, a Bíblia nos mostra que essa estrutura política é também regulada por Deus. A Bíblia não apenas estabelece que Deus rege secretamente a relação entre governantes e governados, mas ela também nos apresenta mandamentos explícitos sobre como os governantes devem agir em relação aos governados, e vice-versa. Podemos dizer, assim, que para além da vontade decretiva de Deus, as relações políticas em uma sociedade devem se sujeitar à vontade revelada de Deus, isto é, às normas de conduta que Ele mesmo estabeleceu em sua santa lei.

Quais são os mandamentos bíblicos que se aplicam à política? São muitas as ordenanças bíblicas que regem a vida política de uma sociedade, mas, provavelmente, a mais importante delas é o quinto mandamento do Decálogo. O quinto mandamento fala explicitamente a respeito da honra que é devida pelos filhos aos pais; mas, na verdade, ele engloba todas as relações humanas – ou, como diz o Catecismo Maior de Westminster (P&R 126), “o alcance geral do quinto mandamento é o cumprimento dos deveres que mutuamente temos uns para com os outros em nossas diversas relações como inferiores, superiores ou iguais”. Isso envolve, certamente, a estrutura política a que nos referimos aqui; as relações entre governantes e governados são biblicamente definidas como relações de autoridade, isto é, relações entre superiores e inferiores. E a Bíblia estabelece quais são os deveres dos governados, inferiores, e quais as obrigações dos governantes, superiores, nessa relação.

Outra questão importante é que a Bíblia expressamente define qual a função do governo civil. Em Romanos 13, Paulo diz que a função do magistrado é “castigar o que pratica o mal”. Quando a Escritura atribui ao governo civil esse papel de administrar a justiça pública (que é um papel eminentemente de justiça criminal), ela também impõe limites à atuação do Estado. Como dizem os cristãos reformados holandeses, a soberania do Estado está adstrita à sua própria esfera de atuação; e, sempre que os governantes querem agigantar o Estado e sufocar as outras esferas da vida social, a Bíblia chama isso de tirania.

Isso tem implicações muito sérias, as quais muitos cristãos em nosso país ignoram. Se Deus instituiu a autoridade civil apenas para a administração da justiça pública, os cristãos não deveriam ser coniventes com um Estado que almeja ser outra coisa. O Estado não é redentor, e os cristãos não deveriam querer usar o Estado para redimir ninguém. Ao mesmo tempo, o Estado não é pai, e os cristãos não deveriam entregar nas mãos do Estado, inadvertidamente, a autoridade paterna. O Estado não é empresa, e os cristãos não deveriam esperar que o Estado fosse um gerador de emprego e renda. O Estado não é instituição de caridade, e os cristãos não deveriam confiar ao Estado a tarefa de prestar assistência aos pobres, aos órfãos e às viúvas. Biblicamente, essas funções pertencem a outras esferas da vida humana, sobretudo à família e à igreja. E, historicamente, as sociedades que mais floresceram foram aquelas que discerniram bem os limites de atuação do governo civil e valorizaram a liberdade individual e a soberania das outras esferas da vida social.

De que maneira os cristãos, como governados, podem se engajar na política em submissão aos mandamentos de Deus para essa esfera da vida humana? Há uma observação importante aqui. Quando dizemos que os cristãos devem se envolver na política, isso não significa necessariamente que todos os cristãos devem estar envolvidos em política partidária. Na verdade, talvez esse seja o último aspecto da atuação política com o qual o cristão deveria se preocupar.

Dito isso, podemos pensar em algumas diretrizes gerais para o engajamento político cristão.

 

Continue Lendo em: O Cristão e a Conciência Política